São Francisco entra com recurso contra a Chapada e pede investigação de inscrição de dois atletas: a Comissão não encontrou irregularidades.


A Comissão Organizadora do Campeonato Municipal de Futebol de Catarina 2017, composta por Flúvio Mota (presidente), Segundo Custódio, Rogério da Palestina, Dr. Renan Guedes, Joãozinho Rodrigues, Diomar Araújo e Nilton Tiboa, se reuniram nesta segunda-feira (23), as 19h, na sede da Comissão, para analisar duas solicitações de investigação contra a equipe da Chapada, através de recurso encaminhado à Comissão, pela diretoria da equipe do São Francisco.

Na denúncia apresentada pela diretoria do São Francisco à Comissão do Campeonato Municipal de Futebol de Catarina 2017, supostamente dois atletas da equipe da Chapada Rafael (15) e Edison (14), teriam sido inscritos com (ficha branca), utilizada para jogadores com domicílio eleitoral em Catarina, mas, que, no recurso apresentado pelo São Francisco, os referidos atletas acima mencionados, não seriam eleitores do Município de Catarina e, por tanto, deveriam ter sido inscritos com (ficha azul), utilizada para atletas com outro domicilio eleitoral.

Após consulta realizada pela Comissão no Sistema do Tribunal Superior Eleitoral – TSE, com data de 23 de outubro de 2017, foi constatado que: Rafael Avelino de Souza (Rafael, camisa 15 da equipe da Chapada), está inscrito (título de eleitor) no TSE com domicilio eleitoral do Município de Catarina. Apenas consta que o mesmo não votou na última eleição e, isso não tira seu domicílio deste município.

Também foi constado junto ao órgão TSE, que Edison Alves da Silva (Edison, camisa 14 da equipe da Chapada), está inscrito (título de eleitor) no TSE com domicilio eleitoral do Município de Catarina.


Por tanto, usando da sua imparcialidade e analisando minuciosamente os recursos apresentados perante a esta Comissão, ficou decidido por maioria de votos dos membros da Comissão que, Rafael e Edison, ambos da equipe da Chapada estão aptos a atuarem pela referida equipe no Campeonato Municipal de Futebol de Catarina 2017, como atletas da casa.

O mesmo julgamento anteriormente realizado por esta comissão, acatou denúncia contra o atleta Genilson Pereira da Silva, que foi inscrito na equipe do São Francisco como sendo eleitor do Município de Catarina, mas após consulta junto ao Tribunal Superior Eleitoral – TSE, ficou comprovado que o mesmo tem domicilio eleitoral do Município de Acopiara, o que culminou na suspensão do atleta durante o campeonato e a perda dos 3 (três) pontos conquistados pela equipe do São Francisco, no dia 8 do corrente mês contra a equipe da Chapada, revertendo o placar da partida, São Francisco 0 x 1 Chapada.

Segue em anexo PRINTS das consultas junto ao Tribunal Superior Eleitoral – TSE e cópia da decisão da Comissão Organizadora do Campeonato Municipal de Futebol de Catarina 2017, assinada pelos membros.


Por – Diomar Araújo / Blog do Diomar Araujo.