Teste Teste Teste Teste

Seja bem-vindo (a). Hoje é

EM PACAJUS; Em confronto com a PM, seis suspeitos de roubar bancos são presos e dois mortos

apreensao pacajus
Foto - Diário do Nordeste 
Uma quadrilha suspeita de envolvimento em assaltos a agências bancárias no Estado do Ceará foi presa na tarde deste sábado (12), em Pacajus, Região Metropolitana de Fortaleza. Durante a captura, um tiroteio entre policiais e criminosos foi registrado.Dois suspeitos ficaram feridos e outros seis foram presos. De acordo com a Polícia Militar, a dupla alvejada chegou a ser encaminhada até o Hospital José Maria Philomeno Gomes, em Pacajus, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade. Um dos mortos é Jacson Leandro Barbosa Barros, de 28 anos de idade. O segundo ainda não foi identificado.

Conforme policiais da Área Integrada de Segurança (13), responsáveis pelo policiamento no município, o grupo armado planejava assaltar um banco nos próximos dias. Ao todo, foram apreendidas sete armas, seis coletes balísticos, munições, duas motos e três carros.
Entre o armamento, foi apreendido um fuzil russo de guerra, modelo AK-47, três pistolas e três escopetas. O confronto teve início por volta das 13h, no bairro Banguê 1, próximo à rodoviária do município. Segundo a PM, a quadrilha já vinha sendo investigada e foi localizada após recebimento de denúncia anônima.
Os seis presos foram identificados como: João Vitor Girão Fernandes, Roberto Geyvson Badran, Francisco Maurício Mendes Costa, Erinaldo Cardoso de Lima, Carlos Roberlanio Macena da Silva e Francisco Thiago Alvez Girão. Todos, conforme a Polícia, com antecedentes criminais. 
A Polícia investiga se o bando esteve envolvido em dois ataques a banco registrados em agosto de 2017, no Interior do Estado. Um em Hidrolândia, outro em Pereiro. Uma das armas apreendidas com o grupo teria sido roubada da Cadeia Municipal de Horizonte. 
A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) ressalta que, devido ao tipo de atuação criminosa dos suspeitos, o caso foi encaminhado e registrado na Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), localizada no Complexo de Delegacias Especializadas (Code), em Fortaleza.
Os outros seis capturados seguem na DRF para prestar depoimento. Segundo a Polícia Militar, as fichas criminais dos suspeitos  capturados trazem crimes como: homicídio, roubo e porte ilegal de armas