Prefeitura de Catarina

Seja bem-vindo (a). Hoje é

Sargento da PM aposentado é morto a tiros em Canindé, no Ceará

Um sargento da Polícia Militar aposentado foi morto na noite deste sábado (24) no município de Canindé, distante cerca de 117 quilômetros de Fortaleza. Conforme a Polícia Civil, um homem em uma motocicleta se aproximou da casa em que o agente estava e atirou. O policial identificado como Valdemir foi atingido e morreu no local. A polícia informou que o alvo do suspeito era um outro homem que estava próximo da residência. Porém, os disparos atingiram por engano o agente de segurança, que não resistiu e faleceu antes da chegada da ambulância. Após o crime, o suspeito fugiu na moto. Equipes das polícias Civil e Militar foram acionadas e iniciaram as investigações e buscas pelo criminoso.

Ainda durante a noite, um homem foi detido pela polícia e levado para prestar depoimento na Delegacia Regional de Canindé. A polícia suspeita que ele tenha emprestado a motocicleta para o criminoso. O suspeito foi ouvido, mas liberado logo em seguida. O homicídio segue sendo investigado pela Delegacia de Canindé. Até a publicação desta matéria, a polícia ainda não havia localizado o homem que efetuou os disparos que resultaram na morte do sargento da PM.

Violência
Ainda durante a noite de sábado (24), um policial militar à paisana foi assaltado na Rua Andrade Furtado, no Bairro Cocó, em Fortaleza. Ele foi abordado por dois homens em um carro. Os suspeitos levaram documentos , celular e uma pistola 380 do agente.

12º policial morto
Com a morte do sargento Valdemir, subiu para 12 o número de policiais militares assassado neste ano no Ceará, segundo dados da Associação dos Profissionais de Segurança (APS). O caso mais recente ocorreu no dia 14 de junho, no Bairro Autran Nunes, em Fortaleza. De acordo com relatos de testemunhas que presenciaram o crime, dois homens em uma moto abordaram o policial e dispararam tiros contra o policial, que morreu no local do crime.


Conforme a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o policial havia sido expulso da corporação e havia conseguido judicialmente retornar ao trabalho por meio de medida judicial. A vítima estava afastada de suas funções desde junho de 2014